URL

Imagine lançar ao mar um pequeno barco não tripulado e segui-lo enquanto atravessa o Oceano ao sabor do vento e das correntes. Esta é a premissa deste projeto que propõe o lançamento e monitorização de um pequeno veleiro não tripulado equipado com GPS.

É a história da mensagem na garrafa, agora numa versão do século XXI. Se o barquinho chegar a novo destino, de imediato se desenvolvem relações entre quem o lançou e quem o recebeu, permitindo uma interação entre pessoas de diferentes países e culturas.

As oportunidades educativas são muitas e abrangem áreas como as ciências naturais, geografia, história, matemática, cidadania, tecnologias de informação, artes, língua portuguesa e inglês.

O projeto “Leva Portugal ao Mundo” nasceu por ter chegado à costa de Portugal um dos barquinhos do projeto Educational Passages: o WEST.

WEST MOBY NADA MONKSEAL 

Público-Alvo

2.º e 3.º ciclo do ensino básico.

 

Acompanhamento e Orientação

Durante o desenvolvimento do projeto nas escolas haverá um acompanhamento próximo da EMEPC e um apoio técnico-científico de dois grupos de investigação do Instituto Superior Técnico: ISR e MARETEC.
A Implementação conta ainda com o apoio da Oceans On! e da Câmara Municipal da Horta, nos Açores, e da Estação de Biologia Marinha do Funchal, na Madeira.

 

Objetivos

• Explorar de forma holística a relação biunívoca entre a Humanidade e o Oceano;
• Aumentar o conhecimento científico acerca do Oceano;
• Desenvolver competências transversais de comunicação, planificação, criatividade, trabalho colaborativo;
• Aproximar as crianças de outras culturas;
• Fomentar atividades práticas;
• Compreender a importância das novas tecnologias.

 

Etapas

1.ª Etapa – Motivação

Nesta sessão a equipa coordenadora vai à escola para motivar os alunos a envolverem-se no desafio. Há um diálogo entre investigadores (EMEPC ou IST) e alunos acerca de temas como os ventos, circulação oceânica, tecnologia marinha, simulações/previsões e também acerca de histórias que envolveram outros barquinhos que atravessaram o Atlântico.



2.ª Etapa – Exploração

Propomos que, em contexto de sala de aula (na disciplina de Língua Portuguesa, Cidadania ou Ciências Naturais), se explore o projeto educativo norte-americano Educational Passages (http://educationalpassages.com), que deu origem ao “Leva Portugal ao Mundo”.
Poderão também ver todos os barquinhos que navegam no Atlântico a partir do seguinte site: www.nefsc.noaa.gov/drifter/drift_ep_2016_1.html
Podem ainda explorar a história do WEST, barquinho lançado nos E.U.A. que deu à costa perto da Nazaré. Encontra-se informação sobre o WEST em diferentes suportes.

Websites
EMEPC
DSOR - ISR
Valuma

Jornais
Público - julho de 2014
Público - junho de 2015

Televisão
TVI - maio de 2015 
RTP Madeira - janeiro de 2016 (ver aos 14 min 27 seg)
RTP1 - janeiro de 2016 (ver aos 21 min 0 seg) 

Questões sócio-científicas que se podem debater em sala de aula para explorar a Literacia do Oceano:
• “O Oceano e a humanidade estão fortemente interligados”- explorar a nossa relação com o Oceano e vice-versa.
• “Há muito por descobrir e explorar no Oceano” – o papel que o barquinho pode ter para ajudar a descobrir mais sobre o oceano e como podemos contribuir para a resolução de problemas ambientais. Para estas questões podem utilizar exemplos concretos como derrames de petróleo ou a localização de ilhas de lixo no Oceano.

3.ª Etapa - Trabalho Prático

Nas aulas de Português e/ou Inglês:
• Dinamizar um brainstorming para baptizar o barquinho. O nome deverá estar relacionado com a escola, com a região ou com Portugal e ser suficientemente simples para ser lido em todas as línguas.
• Elaborar a mensagem (português e inglês) a incluir no barquinho para ser lida por qualquer povo do arco Atlântico. O conteúdo é livre mas sugerimos que transmita uma mensagem humanista.

Nas aulas de Educação Visual:
• Desenvolver um projeto artístico para decorar o barco que reflita a nossa cultura. Deverão ser criados pequenos grupos de trabalho. Existe um documento que pode ser impresso e que permite fazer o projeto à mesma escala do barco. Algumas sugestões e orientações:

a. Os projetos artísticos deverão ter como linhas orientadoras a nossa cultura/símbolos locais e uma mensagem humanista.
b. Poderão criar um logotipo do barco.
c. Os desenhos deverão ser feitos à escala 1:1 para que os alunos tenham consciência da dificuldade do que estão a criar uma vez que a pintura do casco é feita maioritariamente com pincéis.
d. As cores predominantes devem ser cores vivas e bem visíveis no mar (amarelo, laranja, e vermelho são normalmente cores utilizadas em equipamentos marinhos por essa razão).
e. Os projetos deverão ser submetidos à avaliação de um júri composto por professores, alunos de outras turmas, entidades locais envolvidas ou elementos da equipa coordenadora do projeto.

Nas aulas de História e/ou Ciências:
• Explorar os termos náuticos necessários para que os alunos se familiarizem e utilizem a linguagem correta. Poderão usar o seguinte documento.

Nas aulas de Educação Tecnológica
• Montagem do barquinho a partir do manual de montagem (em preparação). Para esta tarefa sugerimos que contactem um centro náutico ou estaleiro local para ajudar na seleção dos materiais e na própria montagem.
• Pintura do barco. As tintas devem ser acrílicas de exterior e os pinceis de pelo duro.
• Preparação do barco para navegação. Será necessário colar uma identificação e nome de contacto bem visível no convés e um autocolante no casco (doc. 4)



4.ª Etapa – Comunicação

Sugerimos que as turmas envolvidas apresentem publicamente os projetos interdisciplinares num evento local ou para a comunidade escolar.

5.ª Etapa – Teste 

Antes da grande regata transatlântica, os barquinhos devem ser testados em meio aquático. Sugerimos que o façam num ambiente controlado antes de os testarem no mar. O GPS será testado pela equipa do IST/ISR antes de ser colocado nos barquinhos.

6.ª Etapa - Lançamento 

Em outubro de 2016, no âmbito de um evento internacional promovido pelo Projeto “Educational Passages”, que contará com o envolvimento de 6 países do Arco Atlântico, serão lançados os barquinhos portugueses. O objetivo é ligar as diferentes escolas dos países envolvidos numa rede de partilha de experiências.



7.ª etapa – Monitorização 

Nas aulas de Ciências, Geografia, História e Matemática os alunos poderão trabalhar vários temas e conceitos usando as seguintes plataformas:
- Site que permite monitorizar os barquinhos diariamente
- Site de previsões meteorológicas que permite fazer previsões

Podem aprender vários conceitos de Física (deslocação, unidades de medida, velocidade instantânea e velocidade média ) e de Matemática (percentagens, conversões, expressões matemáticas, vetores) para fazerem previsões de posição do barquinho.
Nas aulas de Ciências e de Geografia poderão explorar conceitos como fusos horários, latitude/longitude, correntes oceânicas e características gerais (geografia, demografia, cultura) de países do Arco Atlântico.

 

logo composto emepc kit

ISTISR

maretec logo lr

logos west mad estação biol marinha

Oceans On

CMH

transinsular

transinsular

FaLang translation system by Faboba

Contactos


Telefone: +351 213 004 165

Fax: +351 213 905 225

Informações sobre o

Projeto de Extensão da Plataforma Continental:

Email: info@emepc.mam.gov.pt

Morada: Rua Costa Pinto, N.º 165

2770-047 Paço de Arcos - Portugal

Morada Postal: Apartado 1139

2771-901 Paço de Arcos 

Siga-nos